Projeto Casa Rosada

A Casa Rosada é um  imóvel que fica na esquina da rua Siqueira Mendes com a travessa Félix Rocque, no bairro da Cidade Velha, em Belém do Pará. É uma edificação remanescente do século XVIII, cujas linhas arquitetônicas exteriores permanecem praticamente inalteradas. Estas linhas são típicas das casas nobres portuguesas da segunda metade do século XVIII. A construção, de caráter barroco, apresenta a influência de artistas estrangeiros, principalmente italianos, que se baseavam no sentido de movimento, gosto pelas formas maciças e construções monumentais, cheias de efeitos que lembram o teatro.

Da iniciativa de conservar e revitalizar o patrimônio histórico de Belém, surgiu o projeto de reforma da Casa Rosada, financiada pelo Grupo Alubar. As obras foram executadas pelo Fórum Landi, grupo da Universidade Federal do Pará que trabalha com o objetivo de desenvolver pesquisas sobre a história da Amazônia e de realizar estudos e ações sobre o legado artístico e arquitetônico de Antonio Landi, a quem a construção é atribuída.

Durante a fase de restauro, a casa também funcionou como canteiro-escola e tinha como objetivo formar mão-de-obra operacional especializada. Pedreiros, eletricistas, carpinteiros, entre outros, foram treinados e formados para o trabalho de preservação e restauro. O objetivo era suprir uma grande carência de profissionais em Belém que apresentem domínio sobre esse assunto.

Para homenagear o arquiteto Antonio Landi, em setembro de 2011 pintores italianos vieram a Belém para pintar a Sala Bolonha na Casa Rosada. Pinturas de quadratura foram utilizadas pelo professor italiano Pietro Lenzini, auxiliado por Giorgio Drioli, ambos da Academia de Belas Artes de Bolonha, onde Landi foi aluno e professor no século XVIII.

A quadratura é uma pintura em perspectiva ilusionista, também conhecida como arquitetura pintada ou pintura de ornamentos de arquitetura e a técnica foi utilizada acrescentando elementos da fauna e da flora amazônica, além dos traços característicos da arquitetura de Antônio Landi.

No dia 08 de dezembro de 2011, com a presença do Embaixador da Itália no Brasil, Gherardo La Francesca, e como parte do Projeto Momento Itália – Brasil 2011/2012, a Sala Bolonha foi oficialmente inaugurada.

Em março de 2012 foi inaugurada a Sala Landi, que abriga uma coletânea de gravuras do século XVIII intitulada "Raccolta di alcune facciate di Palazzi e Cortili de più riguardevoli di Bologna", sem data, feita pelo arquiteto italiano Antônio José Landi, em que retrata obras de nomes ilustres da arquitetura italiana dos séculos XVI e XVII, entre os quais Raffalello, Michelangelo, Palladio, Vignola, Domenico Tibaldi, Floriano Ambrosini, Camillo Arcucci, Giovanni Battista Crescenzi, Pietro da Cortona, Bernini, Borromini e ainda um dos seus mestres Francesco Bibiena.

 

Conheça mais sobre a Casa Rosada acessando http://www.casarosada.art.br