Projeto Catavento


A Alubar acredita que a educação é fator primordial na formação de cidadãos. Neste sentido, há sete anos a empresa realiza o projeto Catavento, ação que incentiva o hábito e prazer da leitura entre crianças e adolescentes nas escolas. São 1400 alunos beneficiários, da Educação Infantil ao 5º ano em salas multisseriadas de 28 escolas ribeirinhas e uma na zona rural de Barcarena, e 68 professores envolvidos. A iniciativa conta com o apoio da Secretaria Municipal de Educação e Desenvolvimento Social de Barcarena (Semed).

O Catavento é trabalhado de forma anual, período no qual o projeto estabelece um tema que será trabalhado durante as oficinas de formação com os professores. A ideia é que os educadores trabalhem esse tema com os alunos e despertem neles, além do hábito da leitura, a produção de conteúdos, como poemas, prosas, sonetos ou peças teatrais.

Para tal, o projeto realiza oficinas com foco na produção textual de fábulas, mitos, lenda e contos de assombração. Nas capacitações, os professores aprenderam com um arte-educador a como contar histórias relacionadas aos temas, utilizando técnicas teatrais, como montagem de cenário e confecção de máscara.

Além da formação, as escolas envolvidas recebem um baú com livros e jogos educativos e participam do tradicional evento de celebração de resultados: a Ciranda dos Baús. O encontro permite interação entre as escolas e dá a oportunidade para que os alunos apresentem suas produções em cima do tema trabalhado, em sala de aula.

Histórias de arrepiar – No mês de novembro de 2013, em um trabalho de cocriação entre coordenadores, professores e alunos, foi lançado o livro “Projeto Catavento: contando as histórias que nos contaram”. A publicação traz 46 histórias inéditas sobre mitos, lendas e contos de assombração da Amazônia.

O livro resgata e imortaliza o saber amazônico a partir do conhecimento de alunos e professores das 27 escolas ribeirinhas das ilhas de Barcarena e que foram convidados a registrar algumas das narrativas.